Homem de confiança

20/03/2009
sao-paulo501Polivalente Zé Luís renova seu contrato com o São Paulo até 2011. Reflexo da importância e confiança que o jogador adquiriu junto a Muricy, direção e torcida mesmo depois de início difícil.

O São Paulo anunciou nesta sexta, por meio de seu site oficial, a renovação do contrato do volante/lateral Zé Luís até dezembro de 2011. O antigo vínculo venceria no meio deste ano. No São Paulo há mais de um ano e meio, o camisa 23 do Tricolor chegou ao Morumbi em julho de 2007 e teve que lidar com uma série de dificuldades. Vindo do japonês Verdy Tokyo e com um contrato de apenas seis meses, Zé Luís encarou a difícil missão de, aos 28 anos, se firmar em sua – provável – última oportunidade em um grande clube do Brasil – já havia passado pelo Atlético/MG em 2004.

Muitos autógrafos mais pela frente
Muito mais autógrafos pela frente

Para piorar a situação, depois de alguns jogos bons pelo time bicampeão brasileiro em 2007, o volante sofreu grave contusão na coluna em jogo contra o Flamengo, no Maracanã, e acabou afastado do resto da temporada. No entanto, o jogador foi muito importante nos bastidores daquela conquista,  grande diferencial para que a diretoria renovasse com ele pela primeira vez.

Homem de confiança de Muricy Ramalho e com prestígio junto ao elenco, o Zé da Raça – como é chamado pela torcida – tem, agora, mais duas temporadas e meia para demonstar seu futebol versátil e de muita força e, talvez, encerrar a carreira no clube que lhe deu uma segunda chance, atitude rara no atual futebol brasileiro.


Tem toda a razão

19/01/2009

internacional5022sao-paulo5011

Defensor do Internacional Bolívar classifica o seu time, junto com o São Paulo, como o melhor elenco do Brasil

E não falou nehuma besteira. Longe disso.

É, Bolivar... Tô de pleno acordo.

É, Bolívar... Também concordo

Ambos os clubes mantiveram todos os titulares – à exceção de Edinho pelo Inter – e se reforçaram onde mais precisavam. Ou seja, times que já eram bons – tanto que foram campeões – na temporada passada, ganharam ainda mais opções.

Senão, vejamos:

Provável Inter para a temporada (e não para a estreia no Gauchão) : Lauro; Bolívar, Índio, Álvaro e Kléber; Sandro, Magrão e Guiñazu; D’Alessandro e Alex; Nilmar.

Banco: GOL: Clemer, Agenor e Muriel / LD: Arilton / ZAG: Danny Morais, Sorondo, Danilo Silva,  Marcão (tb LE) / LE: Marcelo Cordeiro, Gustavo Nery / MC: Paulinho, Glaydson, Rosinei, Giuliano, Taison (tb ATC) / ATC: Talles, Walter, Leandrão, Alecsandro (se chegar).

Provável São Paulo para a temporada (e não para a estreia no Paulistão): Rogério Ceni; Rodrigo, André Dias e Miranda; Zé Luís, Jean, Hernanes, Arouca e Jorge Wagner; Borges e Washington.

Banco: GOL: Bosco, Fabiano / LD: Wagner Diniz, Joílson / ZAG: Anderson, Renato Silva, Aislan / LE: Júnior César / MC: Eduardo Costa, Richarlyson, Hugo, Oscar / ATC: Dagoberto, André Lima.

E isso são apenas suposições de times titulares, já que é bem possível – e até recomendável – que tricolores e colorados realizem um rodízio de jogadores conforme a importância das competições e jogos ou ao levar em conta a parte física de seus atletas. Nesse quesito, creio que o Inter leva vantagem em relação à quantidade e o São Paulo em relação à qualidade.

Ainda por cima, os dois times estão bem na Copinha – aliás, se enfrentam na terça, pelas quartas-de-final – e podem aproveitar alguns bons valores que nela despontam, como Marquinhos e Forster pelo Inter e Bruno Formigoni, Wellington e Henrique pelo São Paulo. Além destes, há ainda aqueles acima de dezoito anos que, no Inter, chegaram a ser aproveitados em alguns jogos do Brasileiro passado e, no São Paulo, serão emprestados ao Toledo para a disputa do Campeonato Paranaense.

Indiscutivelmente um patamar acima dos demais – ao menos na teoria – os campeões brasileiro e da Sul-Americana têm tudo para brigar pela hegemonia do futebol nacional em 2009.

Pena que o Inter não está na Libertadores e que, muito provavelmente, os times já não serão mais os mesmos depois da janela do meio do ano…


Patrocínios

16/01/2009

sao-paulo501

palmeiras503corinthians5021

 

 

Trio de ferro paulistano, até há pouco preocupado com a questão, definiu ou está definindo quem anunciará em seus mantos sagradoslg_logo

O São Paulo prorrogou por mais um ano o contrato com a LG, parceira do clube do Morumbi desde 2001. Há dúvidas quanto ao valor: a maioria dos veículos de comunicação anuncia um acordo de R$ 15 a 16 milhões, mesma quantia paga na última temporada, no entanto a Máquina do Esporte, conceituado site especializado em marketing esportivo, divulgou R$ 18 milhões. A intenção inicial da diretoria tricolor era de firmar um acordo na casa de R$ 25 a 30 milhões, desejo que teve de ser adiado devido à crise mundial, mas que será retomado em 2010.samsung-logo

Saiu hoje a notícia de que o Palmeiras fechou com a Samsung por três anos um contrato de R$ 15 milhões anuais. Ex-patrocinadora do rival Corinthians, a empresa de eletrônicos coreana venceu a concorrência com a Fiat, que estampou seu logotipo na camisa palmeirense na última temporada.

No entanto, a automobilística italiana não parece querer desistir do futebol paulista e, seguindo o exemplo da fiat_logo_10cmSamsung, pretende trocar de rival. Segundo fonte de dentro da própria empresa, o presidente da Fiat no Brasil e o representante da marca em São Paulo se reuniram hoje, por volta das 17h, com o presidente corintiano Andrés Sanchez. O Corinthians busca um contrato na casa dos R$ 20 milhões e terá os patrocínios temporários da Ford (peito e costas) – concorrente da Fiat -, Vivo e Locaweb (mangas) para o amistoso de amanhã, às 16h, contra o Estudiantes no Pacaembu.