Suposições para 2014

30/01/2009
brasil2014

Depois de algumas certezas, já é possível ter uma ideia de como será, geograficamente, a Copa de 2014 no Brasil.

 Joseph Blatter confirmou ontem, em comunicado à imprensa no Palácio dos Bandeirantes, o que Ricardo Teixeira e o governo brasileiro tanto queriam: a Copa de 2014 terá 12 sedes.

Sendo assim, cinco das 17 candidatas – que começam a ser vistoriadas pelo comitê da Fifa amanhã, iniciando por São Paulo – serão descartadas. Eis as cidades que concorrem para ser sedes do Mundial do Brasil (em negrito as prováveis escolhidas, na minha opinião):

N: Manaus, Belém, Rio Branco

NE: Salvador, Recife, Fortaleza, Natal

CO: Cuiabá, Campo Grande, Goiânia

DF: Brasília

SE: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte

S: Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis

São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e Salvador não têm como ficar de fora e já estão praticamente asseguradas.

Recife e Curitiba têm grandes chances.

Com a confirmação feita hoje pelo Ministro dos Esportes Orlando Silva de que as sedes “Amazônia” e “Pantanal” estão garantidas, Manaus e Cuiabá – que conta com a forte influência política do Governador Blairo Maggi – largam na frente em relação a Rio Branco e Campo Grande, respectivamente.

Fortaleza e Belém são puros palpites.

A abertura no Morumbi e a final no Maracanã também são fatos quase consumados.

Avançando ainda mais neste exercício de “futurologia”, me propus a especular como seria distribuída toda a Copa de 2014 com base no que foi a Copa de 2006, na Alemanha, que também contou com 12 sedes:

Fase de grupos

Cada cidade recebe 4 jogos

Oitavas-de-final

2006: Munique, Leipzig, Stuttgart, Nuremberg, Kaiserslautern, Colônia, Dortmund e Hannover

2014: São Paulo, Curitiba, Recife, Manaus, Cuiabá, Fortaleza, Porto Alegre e Belém

Quartas-de-final

2006: Berlim, Hamburgo, Gelsenkirchen e Frankfurt

2014: Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte e Brasília

Semifinais

2006: Dortmund e Munique

2014: Porto Alegre e São Paulo

Disputa do 3º lugar

2006: Stuttgart

2014: Recife

Final

2006: Berlim

2014: Rio de Janeiro

Nada garantido o que está escrito acima. Apenas suposições.

Só espero que outras suposições – bem mais fortes que essas – (atrasos nas obras, desvios de verba, superfaturamentos, futuros “elefantes brancos” e por aí vai…) não se realizem.

Morumbi, devidamente reformado, deverá ser o palco da abertura

Morumbi, devidamente reformado, deverá ser o palco da abertura