Bombas de último minuto

03/02/2009

Que crise, que nada! Sendo hoje a data limite para transferências em muitos países europeus, três contratações de grande repercussão e uma série de outros negócios são anunciados no finzinho de uma janela que prometia ser tranquila.

Quaresma no Chelsea. Agora vai?

Quaresma no Chelsea. Agora vai?

Ricardo Quaresma foi emprestado pela Inter ao Chelsea até o final da atual temporada. Especula-se nos bastidores que os Blues deram um chapéu de última hora no vizinho londrino Tottenham, que tinha quase tudo acertado com o ponteiro. Valores, no entanto, não foram divulgados. Contratado pelo clube nerazzurri junto ao Porto por € 18,6  milhões em setembro de 2008, o “Cigano” – como é chamado em Portugal – não mostrou a que veio. Marcou apenas um gol em 12 jogos e foi preterido por José Mourinho – junto com o também (até agora) decepcionante Mancini – pelos antes esquecidos centroavantes argentinos Julio Cruz e Crespo, além de ter sido eleito o pior jogador do Calcio em enquete realizada em dezembro por um site italiano. Quaresma é o sexto português do elenco do Chelsea e chega com a missão de substituir o machucado Joe Cole.

De volta aos braços da galera

De volta aos braços da galera

Sem Quaresma, o Tottenham foi atrás de um velho conhecido da torcida e comprou Robbie Keane de volta do Liverpool. Vendido em julho de 2008 aos Reds por incríveis £ 20 milhões, o irlandês regressa a White Hart Lane por £ 5 milhões a menos e por um período de tempo ainda não informado. Talvez a transferência mais bombástica desta janela de inverno do futebol inglês, a saída de Keane do Liverpool parecia improvável justamente quando o atacante – que marcou sete gols em 28 jogos – começava a se adaptar ao pentacampeão europeu e parecia ter o apoio do técnico Rafa Benítez, que fez declarações ríspidas em relação a um possível negócio do ex-camisa 7 de seu time com o clube do norte de Londres. A aquisição de Keane completa a trinca de “recontratações” de jogadores que haviam deixado os Spurs no começo da temporada 08-09. Os outros dois são o lateral-direito francês Pascal Chimbonda, que voltou do Sunderland e o ídolo Jermain Defoe, que era do Portsmouth.

'Calma, Fabregas. Cheguei!'

'Calma, Fabregas. Cheguei!'

Esta ainda não está oficialmente confirmada, mas tudo leva a crer que o Arsenal acertou a contratação de Andrey Arshavin até 2012 junto ao Zenit por £ 12 milhões. O meio-campista de 27 anos, que despontou – tarde – para o cenário mundial durante a surpreendente campanha da Rússia na Euro 2008 e que só havia vestido as cores azul e branca do time de São Petesburgo em toda sua carreira – acumula 238 partidas e 51 gols -, terá agora a chance de se destacar na prestigiada Premier League. Dono de privilegiado controle de bola e aguçada visão de jogo, tudo indica que Shava será uma grande aquisição ao time do Arsenal, na medida em que aliviará a carregada responsabilidade de criação de Fabregas e será uma opção mais confiável que o sempre contundido Rosicky e os ainda jovens Nasri e Walcott. Arshavin deverá usar a camisa 23 dos Gunners.

Em forma de ‘curtas’, mais algumas transferências do agitado fim de janela do mercado de inverno:

* O brasileiro foi emprestado pelo Manchester City ao Everton pelos próximos quatro meses. Sem muito espaço nos Citizens, o ex-corintiano chega ao Everton para suprir a falta de atacantes, já que Yakubu e Saha – principais avantes do elenco – estão seriamente lesionados. Jô usará a camisa 11.

* O experiente goleiro Shay Given, 32 anos, foi vendido ao Manchester City pelo Newcastle por £ 8 milhões (valor não confirmado oficialmente). O irlandês, um dos melhores arqueiros do Campeonato Inglês, fechou um contrato de quatro anos e meio e chega ao novo clube, aparentemente, para encerrar os rumores de que o xeique Mansour iria atrás de Gianluigi Buffon na próxima janela de transferências.

* O Bayern de Munique fechou a contratação de Anatoliy Tymoshchuk junto ao Zenit por € 11 milhões. O volante ucraniano se destacou na Copa do Mundo de 2006 e foi o capitão do time de São Petesburgo na conquista da última Copa da Uefa. Muito bom marcador e com uma saída de bola razoável, é uma boa opção para revezar com Van Bommel na proteção à zaga do time de Jürgen Klinsmann.

* Ricardo Oliveira está de volta ao Betis para uma segunda passagem pelo alviverde de Sevilha, clube que defendeu entre 2004 e 2006. Buscando reencontrar o ótimo futebol dos tempos de Portuguesa, São Paulo e do começo no próprio Betis – perdido no Milan e no Zaragoza, onde caiu para a segunda divisão ao lado de ‘medalhões’ como D’Alessandro e Aimar -, o atacante chega ao seu velho novo clube com a expectativa de já vestir oficialmente a camisa 17 no clássico contra o Sevilla, no sábado. O brasileiro foi comprado junto ao Zaragoza por € 9 milhões e assinou contrato até 2013. 

* Olivier Dacourt, volante francês de 34 anos da Internazionale, foi emprestado ao Fulham até o dia 30 de junho.

* O meio-campista Julien Faubert, do West Ham, foi emprestado ao Real Madrid até o final da temporada por € 1,5 milhão. A opção de compra ao final do contrato custaria mais € 6 milhões aos cofres merengues. O francês – muito questionado pelo diretor esportivo Predrag Mijatovic, descontente com a contratação – usará a camisa 18, que era do afastado Rubén De la Red.

* Jacek Krzynowek, meio-campista polonês de 32 anos, foi vendido do Wolfsburg ao Hannover por valores não divulgados. O ex-capitão do Bayer Leverkusen assinou um contrato de um ano e meio com seu novo clube.

* O Atlético de Madrid demitiu o técnico Javier Aguirre. O mexicano, que comandou os Colchoneros por quase três anos, não resistiu a uma série de cinco jogos sem vitórias – dois empates e três derrotas. Seu substituto já foi definido: é o espanhol Abel Resino.